OUÇA A RADIO
Áudios: Vereadores poderão provocar fechamento de muitos comércios, grandes , médios e pequenos e gerar um grande desemprego em Timon
28/04/2018 13:06 em Notícias

O projeto de lei que regulamenta o funcionamento do comercio nos dias de sábados, domingos e feriados tem causado muita polemica na Câmara Municipal de Timon, projeto este de autoria da Prefeitura.

De acordo com o líder do governo, vereador Jose Carlos Assunção, o objetivo do projeto é adequar o município a lei federal já existente.

Ele esclarece que o projeto não prejudica os trabalhadores do comercio, não obriga o funcionamento e sim autoriza.

Durante sua fala, José Carlos ressaltou que o projeto autoriza o funcionamento desde que se respeite as leis trabalhistas, "observadas as normas de proteção do trabalho, bem como convenções ou acordos coletivos da categoria"

A não aprovação do projeto pode resultar em várias demissões e o fechamento de muitos estabelecimentos comerciais na cidade" comércios grandes, médios e pequenos"

Regiões como a Formosa, Cidade Nova, Avenida Tiúba, Ceasa e outros poderão com certeza serão afetadas e todos o comércios poderão não funcionar mais e se funcionar o risco de serem multados pelo Sindicato, é muito grande. Isso inclui farmacias, pequenas lojas de confecções, marcadinhos, alem de outros.

Da forma que está, sem uma lei autorizando o funcionamento do comercio, o Sindicato dos Empregados no Comércio dos Municípios de Timon e Região Leste do Estado do Maranhão (SECTIPAM), pode chegar em qualquer estabelecimento comercial" grande, medio e pequeno" e multar, como já tem feito, com o projeto aprovado, isso não vai mais poder acontecer.

Na Câmara existe um grupo de vereadores oposicionistas que são contrarios a aprovação do projeto e poderão contribuir para um grande prejuizo para muitas famílias.

Ouça abaixo o discurso com as explicações do líder do governo, vereador Jose Carlos Assunção, que explica o projeto e mostra os prejuízos que muitos timonenses terão, caso o projeto não seja aprovado.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!